Palavra da Semana

Tirar água da Rocha

Fez sair fontes da rocha, e fez correr as águas como rios.
Salmos 78:16

Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre.
João 7.38

Quando cremos no Senhor, uma fonte começa a brotar do nosso interior.
Quando você clama a Deus e se aproxima dele, um rio começa a fluir de dentro de você, para a vida eterna, e a correnteza desse rio te puxa para a vida eterna. Com isso você é impulsionado a cada vez mais de Deus.

Muitas vezes dizemos que “nadamos contra a correnteza deste mundo”, mas há uma correnteza dentro de nós com uma força muito maior. Embora a correnteza do mundo tente nos puxar para baixo, a correnteza de vida de nosso interior nos empurra para o céu.

Quanto mais você ora, mais esse rio flui.
Antes de conhecermos a Deus o nosso interior é como pedra. Jesus diz isso ao falar do solo que ainda não foi trabalhado, comparando-o com o chão pisado. Ezequiel também fala que Deus tira de nós o coração de pedra, e coloca um coração de carne.

Muitas vezes na Bíblia lemos sobre poços. E muitas delas, sobre poços sendo desentulhados, como no caso de Isaque.Desentulhar poços é tirar pedras deles, e é isso que acontece conosco quando nos aproximamos de Deus. Nosso interior é um espírito entulhado pelo pecado e pelo inimigo, mas quando nos entregamos a Deus o Espírito Santo desentulha nossos poços.

O objetivo é sair água de dentro de nós, e isso nos dá vida.
Essa água não vem de nós, ela vem de Deus, através de nosso espírito, que está diretamente ligado a Deus – “o espírito está pronto”, Jesus disse.

O episódio no deserto, em que Moisés bate na rocha e tira água dela, é apenas uma ilustração disso.

Por tudo isso é que é muito importante cultivarmos uma vida de oração. Se apenas orarmos rapidamente, oraremos as coisa óbvias e talvez não consigamos ouvir Deus. Mas se insistirmos, em fé, nossa oração acabará tirando água da rocha. Muito tempo de oração transforma um interior duro, em uma fonte. O interior duro é vencido pela insistência da água que está lá dentro querendo sair, e acaba cedendo. Não é fácil, claro, e muitas vezes seremos tentados a desistir. Mas a água está lá, querendo sair.

Precisamos lembrar, também, que o mundo sempre tentará reentulhar nossos poços, e não podemos deixar!
No caso de Isaque, quando os inimigos tomavam seus poços, ele cava outros, e outros, até que não mais foi roubado (Gn 26). Precisamos cuidar da fonte de águas vivas que está em nosso interior, pra que ela nunca deixe de jorrar.

Seja o guardião de seu poço, e defenda-o com unhas e dentes!

-Jonathas L. Miguel

Nenhuma tag