Teatro Kairos

Teatro cristão

As parábolas de Jesus foram ilustrações usadas por Ele para exemplificar o que queria transmitir como conhecimento, experiência com Deus e pregação. Da mesma forma que a parábola, o teatro nada mais é do que uma ilustração. Você pode ver alguns exemplos: a parábola do semeador (Mateus 13.5); a parábola do bom samaritano (Lucas 10.25); a do filho pródigo (Lucas 15.11).

Você pode perceber, assim, que Jesus usava ilustrações para levar as pessoas a conhecer a verdade. E para que Ele pudesse falar para duas, três, quatro mil pessoas, certamente usava técnicas teatrais. Basta imaginar: naquele tempo, não havia microfones.

Como, então, falar para essas multidões?

Se o pregador não tivesse uma expressão corporal e facial, se não houvesse uma impostação vocal adequada ao público ouvinte, ficaria realmente difícil! Então, é possível ver que Jesus usava técnicas teatrais para ensinar, para falar e transmitir suas mensagens.

Em Tito 1.15, Paulo orienta: “Todas as coisas são puras para os puros. Todavia, para os impuros e descrentes, nada é puro, pois tanto a consciência como a mente deles estão corrompidas”.

Podemos perceber que, dentro da própria comunidade, eles já enfrentavam dificuldades. Algumas falsas doutrinas se levantaram naquela época. Paulo, então, ensina a Tito: “Todas as coisas são puras para os puros”. Se dentro da sua igreja, pessoas se levantaram contra esse ministério e você já tem o apoio do seu pastor ou pastora, procure conversar com elas, apresentando-lhes alguns detalhes importantes que vamos abordar.

Outro texto que comprova que o Teatro Cristão é um instrumento de Deus está em 1 Coríntios 9.19-22.

Paulo, ali, afirma que se fez de louco para ganhar os loucos. De fato, ele foi um tremendo artista. Ele assimilou várias situações e incorporou vários personagens: se fez de escravo,

Teatro Evangélico
Teatro Evangélico
se fez de judeu, se fez de sem lei. Mas é interessante notar que, na segunda parte do versículo 22, ele diz que fez de todos os modos, fez de tudo, apenas para salvar alguns. Paulo entendia que, ao se fazer judeu, sem lei ou escravo, tinha uma única pretensão: salvar alguns.

Outro texto de que gosto muito está em Romanos 12.2, que diz: “Não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da nossa mente”. Eu diria que nós temos de estar abertos ao que Deus quer realizar na nossa vida e no nosso ministério. Tenha esta disposição, coloque-se diante de Deus em oração e peça que Ele dê a direção para o seu ministério Teatro Cristão.

Fonte:teatroevangelico.com.br

Nenhuma tag