Palavra da Semana

Como a Igreja deveria ser

Todos fazemos parte da Igreja, somos envolvidos nos projetos da Igreja. Este é um site de Igreja.
mas o que é a Igreja?
Muitas vezes perdemos o sentido disso. Perdemos o real propósito disso pelo qual tanto lutamos.
A mulher samaritana perguntou a Jesus: “nossos pais disseram que NESTE MONTE é o lugar certo de orar e adorar. Já os judeus dizem que é em Jerusalém. Onde, então?”. Jesus então respondeu algo que nos leva a um conceito tremendo de Igreja: não é nem neste monte, nem em Jerusalém, nem outro lugar. É em espírito e em verdade! (João 4).
Estamos acostumados a ver Igreja como um lugar físico, uma instituição. Todos nós até sabemos que NÓS somos a Igreja, mas não vivemos desta forma. Ainda priorizamos a “santidade” do templo e dos sacerdotes escolhidos por Deus.
Muita coisa do romanismo ainda persiste em nosso meio, roubando a essência do que é Igreja. Quando as basílicas começaram a ser construídas, a adoração centralizada e mecanizada….a Igreja perdeu sua essência.
Quantos templos nós temos, cheios de fachadas, muitas vezes tão bregas, cheias de banners, cartazes, e tantas coisas….fazemos da Instituição uma missão, mas nossa missão, na verdade, é ser IGREJA em todos os lugares, de alguma forma mostrar quem é o único Deus, acima de tudo e principalmente de nós mesmos.
Existe muita coisa do romanismo entranhada em nossos costumes de Igreja. Precisamos enxergar que nosso corpo, alma e espírito são o tabernáculo (átrio, Santo e Santíssimo Lugar).
Você mesmo é um tabernáculo onde o Espírito de Deus quer habitar, pois você é vivo. Todos nascidos de Deus somos Templos do Espírito Santo e precisamos deixar toda religiosidade de lado.
Seu coração como chave do Santo dos Santos precisa ser limpo. Afinal, Davi mesmo disse: “Quem entrará no Monte Santo do Senhor? Quem tem mãos limpas, e coração puro…” (Sl 24.3-4). me lembro quanto senti estar no Monte Santo do Senhor. Foi uma noite durante a célula, enquanto falava sobre este texto. Entrei neste lugar sagrado, sublime, e nada se compara a esta presença, mas não é fácil entrar. É preciso ser limpo de mãos e puro de coração.
Não é a boa performance do decorrer do culto que vai nos levar ao Santuário e adorar em espírito e em verdade, mas é a pureza de nosso coração e o temor que temos diante de Deus.
O santo não pode se misturar com o profano. A Igreja se tornou catedrais quando o santo se misturou com o profano. Pelo contrário, nosso caminho é se separar o santo do profano, e valorizar aquilo que é sagrado, a presença de Deus e o Espírito Santo, e não entristecer o Espírito (Ef 4.30).
Ele é uma pessoa, e quando valorizamos Sua presença sagrada e sublime, somos cheios.
Quem você seja cheio.

“Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração” (Hb 4.12)

-Jonathas L. Miguel

Nenhuma tag