Estudo de Célula

Festa da carne

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma. ” (I Coríntios 6.12)
Introdução: Nesta primeira semana de fevereiro inicia-se a tradicional festa anual do Carnaval.
A origem do Carnaval é de difícil definição, mas é interessante observar que nas antigas culturas, mormente da Grécia e Roma, onde predominava o politeísmo (Politeísmo é um sistema religioso que consiste na crença em diferentes divindades), havia festas licenciosas em homenagem a diversos deuses como, Baco, deus dos Gregos (deus do vinho, prazer e folia), ou Dionísio (o mesmo deus, para os Romanos). Em tais festas eram comuns as bebedeiras, nudez, sexo ilícito (fornicação, adultério, orgias), contendas, inimizades, abusos de poder das autoridades (a decisão de Herodes em decapitar João Batista deu-se em uma dessas festas licenciosas, como mostra em Mateus 14.1-12).
3- Reflita: é mera coincidência que tais práticas pecaminosas da antiguidade são semelhantes às atuais, contidas no Carnaval, cujos resultados geram ainda gravidezes indesejadas, contaminação através de doenças sexuais, aumento de práticas criminosas, violência, mortes no trânsito, desrespeito às autoridades, fortalecimento dos vícios, e que, de modo equivocado, do ponto de vista secular, é apenas mais uma comemoração cultural? À luz da Bíblia, o que acontece no Carnaval encontra-se em Gálatas 5.16-21 (obras da carne).
Por conseguinte, as conseqüências espirituais de tais pecados não gera outro resultado, senão morte espiritual (Tiago 1.12-15).

4- Sabemos que o Carnaval também atrai turistas e incrementa o comércio, gerando empregos, mas por outro lado, temos a certeza de que ele trás enormes prejuízos materiais e espirituais, e nós, cristãos, devemos ter a mente de Cristo (I Coríntios 2.16), porque o Espírito Santo habita em nós (I Coríntios 6.19-20), e por isso, devemos viver em santidade para parecermos cada vez mais com nosso Pai Celestial, pois como está escrito em I Pedro 1.16 “Sede santos, porque eu sou santo”.
No capítulo 13 de Romanos (principalmente no verso 12), Paulo exorta os cristãos a fugirem dos padrões do mundo, cujo dominador é o diabo (I João 5.19).
Conclusão: Não precisamos dessa festa mundana para esquecer nossos medos, angústias e decepções adquiridas durante o ano, pois tais males somente serão apagados se buscarmos ao Senhor de todo nosso coração. O verdadeiro descanso está unicamente em Jesus Cristo (Mateus 11.28-30).
Desafio: convide seus discípulos a participarem do retiro de carnaval
Versículos sobre as obras da carne: GL 5:24 -GL5:19-21-MT 26:41- 1JOAO 2:16- RM 7:5 – GL 6:8

Gilson (estudo relativo à 1ª semana de fevereiro de 2018)

Nenhuma tag