Palavra da Semana

Pássaros

Extraído do livro MENTE RENOVADA – Jonathas Levy Miguel

Um semeador saiu a semear a sua semente e, quando semeava, caiu alguma junto do caminho, e foi pisada, e as aves do céu a comeram;
(Lc 8.5)

O inimigo pode roubar a verdade que foi semeado em seu coração!
Há muito tempo entendo a simbologia de pássaros na Bíblia, em muitos casos, como demônios que roubam as sementes e fazem ninhos na mente.
O texto acima fala que as aves vêm e roubam as sementes que foram lançadas na beira do caminho.
Seu coração não pode ser uma beira de caminho, mas precisa ser um jardim fechado e decidido. E também não pode ser um chão pisado. Se foi pisado, ou seja, ferido ou calejado, precisa ser curado!
Nosso coração precisa ser um terreno fértil, onde as sementes da verdade são lançadas, e as aves não roubam.

Paulo fala a Timóteo
“Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade” (3 Tm 3.7)
Fala sobre pessoas que sempre aprendem mas nunca aprendem. Nosso coração não pode ser cauterizado e calejado. Precisa ser trabalhado pelo Senhor, e até as “merdas” da vida podem ajudar adubar nosso coração!

Martinho Lutero disse:

“Não podemos impedir que os pássaros voem sobre as nossas cabeças, mas podemos impedir que eles façam ninhos sobre elas”.

Creio que foi uma compreensão que ele teve, sobre os espíritos que agem na mente. São como pássaros, que sobrevoam, e tentam fazer ninhos. E eles estão sempre sobrevoando!
Mesmo quando você quebrou fortalezas e sofismas de sua mente, as aves sempre estarão sobrevoando.

Vejamos o texto do sacrifício e Abraão:

“E as aves desciam sobre os cadáveres; Abrão, porém, as enxotava”.
(Gn 15.11)

Abraão fez um sacrifício, um pacto com Deus. Mas as aves vieram e queriam pousar sobre os cadáveres do sacrifício. Aí é que entra o ataque na mente: quando você faz um pacto com Deus, uma aliança, logo depois vêm os demônios que agem na mente, e ficam dizendo: “será que você realmente deveria ter feito isso? Será que não é demais? Será que não é radicalismo?” E muitos caem nessas conversas deles. Mas precisamos fazer como Abraão fez: enxotou-os. Mandou-os embora!

Muitas vezes você cresce e toma decisões, e também os pássaros tentarão te confundir. Vão sobrevoar, falar coisas, plantar fantasias. Você decide romper e avançar para algo novo na vida profissional, por exemplo, mas as aves vêm e te trazem dúvida. Enxote-as!

As aves vão sobrevoar sua mente, lançar dardos, mentiras, DÚVIDAS, e tentar roubas o que você aprender, e roubar seus PROPÓSITOS em Deus, os propósitos que o Senhor plantou em seu coração. Mas mande-os embora! Saiba reconhecer quando as aves estiverem sobrevoando e agindo em sua mente. Proteja sua mente, e expulse os pássaros!

Nenhuma tag