Estudo de Célula

Lei da semeadura

TEXTO BASE: Gálatas 6:6-10
INTRODUÇÃO:
Reino de Deus é um Reino baseado em leis, princípios e limites. Todos nós sabemos que existe uma série de leis que conduzem o universo físico (leis físicas, biológicas, químicas etc.), entretanto, há também o que podemos definir como leis espirituais.
DISCUSSÃO:
Ter conhecimento sobre a lei da semeadura é fundamental para aqueles que têm o desejo de plantar e colher bem. Deus, o Grande Agricultor, estabeleceu uma série de princípios para que sejamos prósperos em todas as nossas “lavouras” (vida espiritual, emocional, familiar e pessoal). Vamos a elas:
Para a lei da semeadura é necessário plantar a semente
É preciso que haja o desejo de semear (2 Coríntios 9:6, Mateus 13:13)
É preciso perder a semente para recebê-la de volta muitas vezes
A semente que não foi plantada é perdida (João 12:24)
O plantio da semente deve ser feito de forma sistemática (Ec 11:6)
Cuidado: mesmo quando se planta uma boa semente, muitas vezes, a semente ruim plantada por outras pessoas terá a mesma aparência da boa. Porém, a colheita revelará o que é “trigo” e o que é “joio” (Mateus 13:24-30,36- 43).
Para a lei da semeadura é necessário plantar a boa semente
Deus nos deu o livre arbítrio para plantarmos aquilo que desejamos (Josué 24:15)
Podemos escolher dois tipos de sementes para plantar: as boas e as más (e seus frutos serão as consequências dessa escolha):
As boas são: mansidão, misericórdia, amor ao próximo, obediência, compaixão… Quem escolhe essas sementes, escolhe semear no espírito. Este terá a garantia de colher bons frutos (Salmos 92:14,126:6)
As ruins são: a inveja, intrigas, ciúmes, ódio, fofocas, contendas, raiva… Quem escolhe essas sementes, escolhe semear na carne. Este, infelizmente, colherá frutos maus (Jó 4:8, Provérbios 22:8, Oséias 8:7).
A lei da semeadura é óbvia
a) Quem pouco planta, pouco colhe
Quem muito planta, muito colhe
Tudo o que fazemos durante a nossa vida é considerado por Deus como um plantio. Seja para o bem, ou seja, para o mal, um dia vamos colher tudo aquilo que semeamos em nossa “plantação”
Por causa desta lei, sempre vamos colher muito mais do que plantamos. Se plantamos um grão de feijão, colheremos centenas e centenas de novos grãos; se plantamos uma sementinha de maçã, vamos colher diversas maças durante muitos anos. Existe um adágio popular que diz que “quem planta vento, colhe tempestade”, então, ninguém colhe apenas o que semeou, e sim muitas vezes mais.

PARA REFLETIR:
Que tipo de sementes você tem plantado durante a sua vida?
Você se preocupa com os frutos que vai colher no futuro.

CONCLUSÃO:
Você e eu fomos criados por Deus para dar bons frutos para Ele. Se dedicarmos um momento que seja fazendo o bem a alguém, o resultado dessa semeadura pode durar para sempre. Porém, se optarmos por fazer algum mal a qualquer pessoa que seja, colheremos algo que poderá nos fazer sofrer por muitos anos.

Pr. Hiloki Maruyama

Nenhuma tag