Ministério de Libertação

Chamado ao arrependimento

Estamos vivendo um tempo de crise. Um vírus assolando os quatro cantos da Terra, e consequentemente as pessoas sem poderem se encontrar, os comércios sem poder abrir normalmente, as igrejas também sem poder realizar seus cultos normalmente.
Não podemos olhar com um visão natural, perguntando “Onde está Deus?”. Não é sábio pensar assim, e isso seria muito superficial.
Não podemos também ter uma fé louca a ponto de ignorar este vírus, afirmando que “nada nos atingirá”. Não é o momento pra isso. O vírus está atingindo muita gente, e precisamos entender o POR QUE.
Podemos ir um pouco além, tendo visão espiritual das coisas, e entendendo que isso é uma ação maligna. Mas não podemos nos levantar fazendo batalha espiritual e repreendendo toda ação maligna. Esse não é o tipo de coisa que se repreende.
O fato é que este tipo de males está previsto na Palavra para o fim dos tempos – guerras, rumores de guerras, amor se esfriando, apostasia, pestes, sinais para enganar até os escolhidos – lembre-se bem destes pontos.
Então, o que faremos? Ficaremos de braços cruzados esperando cada sinal destes passar, ou se não passar, esperamos a vinda o Senhor?
Não!

Da nossa parte é necessário haver um arrependimento. Somos igreja do Senhor.
E o nosso arrependimento pode culminar na salvação de muitos outros.
Começa em nós. A oração que podemos fazer é pedindo perdão a Deus, olharmos pra nós mesmos, pra que sejamos realmente Igreja, para que sejamos poupados da provação que vem sobre todo o mundo (Ap 3.10).
Nos arrependermos por toda iniquidade, mentira, impureza, idolatria ao ministério, competição, ganância, e até mesmo religiosidade.
A mensagem que podemos levar é esta: volte-se para Deus. Não apenas de boca pra fora, não apenas seja um simpatizante de Deus, que diz que o ama, pois isso está na moda hoje em dia, mas não é acompanhado de atitudes. “Aquele que tem os meus mandamentos e obedece a eles, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e Eu também o amarei e me revelarei a ele” (João 14.21). Ame a Deus e ANDE COM ELE!
Passaremos por momentos difíceis, sim. Seremos livrados por Deus, sim. Pode até ser que alguns de nós seja atingido, mas é para nos lembrar que precisamos nos quebrantar, e que dependemos dEle. Em breve o Senhor virá (E o Deus de paz esmagará em breve Satanás debaixo dos vossos pés – Romanos 16:20). Enquanto isso, perseveremos!!!

Outro ponto importante. Muitos querem ser líderes, muitos querem ser vistos, e até mesmo aproveitam momentos como este para falar o que pensam a fim de serem elogiados. Talvez esta intenção seja bem inconsciente.
Não queira ser líder! Se você já é, amém, use sua liderança para dirigir seus liderados a como pensar e agir em situações como esta. Mas não lute para ser líder.

Outro ponto. Lembremo-nos de Israel. Ame Jerusalém. Todos nós lideramos pela misericórdia de Deus, mas eles são o povo escolhido por Deus. Entenda isso, volte seus olhos para isso, creio que Deus quer fazer algo a esse respeito. Ore pela paz de Jerusalém, pois se há crises acontecendo no mundo, é porque o centro do mundo está desalinhado. Ame aquele povo, e entenda que somos ramos enxertados na videira, e eles são a videira. Teremos saúde em todas as áreas, se honrarmos a videira na qual estamos enxertados.

“Se eu fechar os céus, e não houver chuva; ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra; ou se enviar a peste entre o meu povo;
E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra”.
2 Crônicas 7:13,14

Deus abençõe,

Jonathas L. Miguel

Nenhuma tag