Estudo de Célula

MEU AMIGO ESPÍRITO SANTO (parte 2)

Texto-Chave: João 14:16-7; 16:5-7

Quando ia se aproximando o tempo de sua morte, Jesus passou a falar mais clara e insistentemente sobre o assunto e isso produzia uma profunda tristeza nos discípulos. Foi, então, que Ele lhes apresentou uma outra perspectiva. Eles não ficariam órfãos, mas teriam um Amigo sobrenatural e que estaria, não apenas com eles, mas neles. O Espírito Santo deve ser para nós o que o próprio Jesus foi para os discípulos quando estava em carne, aqui na terra. Jesus caminhou, conversou e teve comunhão com eles; Ele os dirigiu, instruiu e protegeu.
Quando estava para partir, Ele disse: “Eu vou embora, mas enviarei OUTRO para andar com vocês, ser amigo de vocês e estar com vocês”. Nós devemos nos relacionar com o Espírito Santo como uma pessoa influente. Não se refira a Ele como se fosse uma coisa. O Consolador sente, fala, intercede, reage às nossas atitudes. Portanto, devemos tratá-lo como trataríamos Jesus, se Ele estivesse aqui em carne.
Pois bem, como uma pessoa, o Espírito atua de várias formas, influenciando as nossas vidas:
1. O ESPÍRITO SANTO NOS CONVENCE DOS NOSSOS ERROS – João 16:8; Isaías 30:21- Sem o poder convencedor
do Espírito Santo, nunca teríamos percebido nossa necessidade de salvação. Ninguém voluntariamente
desistiria de seu pecado e daria as costas a este mundo em verdadeiro arrependimento, sem sua influência. Ele nunca acusa, mas também nunca se omite diante do pecado. Sua ação nos convence do pecado e nos chama a consertar o que está desagradando a Deus… Normalmente, se nossa consciência não estiver cauterizada (endurecida), toda vez que pecarmos, perderemos a paz, sentiremos tristeza, que é um reflexo da tristeza que o Espírito sente dentro de nós e devemos reagir a isso, confessando o nosso pecado e abandonando-o – ler também Efésios 4:30; II Coríntios 7:10. Perguntas para interação: 1) Qual a diferença entre a ação do Espírito Santo nos convencendo dos nossos pecados e a ação de Satanás, nos acusando? 2) Será possível uma pessoa
estar em pecado e se sentir em paz, sendo um verdadeiro cristão? 3) O que você acha que acontece quando o Espírito insiste conosco, em relação a algo que não está correto em nossa vida, e nós não respondemos com arrependimento e conserto?
Praça das Nações, S/N – Centro – Brodowski/SP – 14340-000 – (16) 3664.4410
2. O ESPÍRITO SANTO NOS GUIA – João 14:26 e 16:13 – Ele tem a missão de nos conduzir à vontade do Pai, seja revelando a Palavra, lembrando a Palavra ou trazendo direção específica para cada decisão em nossas vidas. Por isso, é importante aprendermos a discernir sua voz e estar atentos para ouvi-lo – Ler também Apocalipse 2:29.
Perguntas para interação: 1) Você costuma consultar o Espírito Santo, antes de tomar decisões importantes emsua vida? Pede que Ele lhe revele a Palavra, quando está lendo a Bíblia? Tem alguma experiência a contar sobre isso? 2) Como o Espírito Santo fala? Como podemos discernir sua voz em nosso coração?
3. O ESPÍRITO SANTO NOS RESPALDA – Romanos 8:14-16; Efésios 1:12-14 – Ele é a garantia da nossa salvação. É a sua presença em nós e a sua voz interior que nos assegura sobre a paternidade de Deus. Ninguém tem mais poder de firmar nossa identidade em Cristo do que o Espírito Santo. Sua presença na vida do crente, como um selo, faz com que o mundo espiritual respeite a nossa autoridade. Perguntas para interação: 1) Você já teve umaexperiência com o Espírito Santo confirmando sua identidade e trazendo certeza do amor e do perdão de Deus
sobre sua vida? Conte sobre isso?
4. O ESPÍRITO SANTO NOS CONSOLA – João 14:16; 15:26 – Não é à toa que Jesus chamou o Espírito Santo de
Consolador. Quantas vezes Ele tem sido nosso amigo presente na angústia! Sempre que a decepção cobre o
coração de um crente, seja por sua própria causa, por causa dos outros ou das lutas da vida, sua presença que traz conforto e renovo! Quem se relaciona com o Espírito Santo nunca mergulha na solidão! – Ler também Salmos 139:7-8. Perguntas para interação: 1) Você tem uma história para contar sobre o consolo do Espírito, uma crise que só conseguiu superar por causa da sua presença com você? 5. O ESPÍRITO SANTO NOS AJUDA EM NOSSAS FRAQUEZAS – Romanos 8:26; Gálatas 5:16,25 – Ele não se relaciona conosco, esperando que sejamos
Super Homens. Sabendo das nossas debilidades, Ele entra em ação para nos ajudar, especialmente a vencer o pecado. Ele é o canal da graça de Deus que nos capacita a manter uma vida santa e vitoriosa, apenas das nossas fraquezas. Perguntas para interação: 1) Alguém tem uma experiência de vitória sobre um pecado, um vício ou um sentimento danoso, deflagrada por uma ação do espírito Santo? 2) Como podemos nos abastecer do poder que há no Espírito para vivermos uma vida de santidade?
CONCLUSÃO – Se houver algum visitante não crente ou desviado, desafie-o a entregar sua vida a Cristo e viver uma vida livre das amarras religiosas. Conduza uma oração de entrega e consolide-o.

Pr. Danilo Figueira.

Nenhuma tag