Palavra da Semana

Quem é Jesus

Jesus não é um filósofo. Não foi apenas uma pessoa boa, não marcou o mundo com ideologias apenas. Não é um ser iluminado com energias cósmicas. A verdade é que, acredite você ou não, Ele é o filho deste Deus Criador. Filho Único deste Deus que entregou a Terra para o homem cuidar.
Como o homem não cumpriu seu papel na Terra, o Criador enviou seu filho para cumprir.
Muitos se perguntam: “mas se a Terra está tão cheia de caos, por que Deus não vem e interfere?” A reposta é: “por que Ele entregou à raça humana o poder de interferir na Terra”. Então é por isso que Jesus, mesmo sendo Deus, veio como ser humano, para cumprir este papel.
Você já conhece a história. Ele foi gerado pelo Espírito Santo no ventre de uma virgem, chamada Maria. Ela, quando recebeu este recado, disse prontamente “sou tua serva, Senhor, faça em mim como quiseres” (Lc 1:38). Esta oração precisa ser a nossa oração, a cada dia!!!
Então, numa manjedoura, em Belém da Judéia, nasceu Jesus, filho de Maria e José, mas que na verdade é filho do Deus Altíssimo. Vieram estudiosos das estrelas reverenciá-lo. Vieram pastores de ovelhas reverenciá-lo. O rei Herodes, quando ficou sabendo, mandou matar todos os bebês, pois tinha escutado a notícia de que “o novo rei de Israel havia nascido”. Mas mal sabia ele que Jesus não tinha nascido para ser rei no nível humano, mas, sim, rei no nível celestial. Rei de todos aqueles que decidissem voltar à Deus
Jesus se tornou o único caminho de volta para Deus, para todos aqueles que decidiram se arrepender. Por si só o homem não poderia retornar a Deus. O pecado o havia destruído.
“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rm 6:23).

Jesus viveu 33 anos nesta Terra, pregou o evangelho do Reino de Deus, fez muitos milagres, curas e sinais. Libertou muitas pessoas de opressões malignas. Porém, para fechar com chave de ouro, ele morreu crucificado. Isso deu um nó na mente de muitas pessoas.
Muitos achavam que ele estava só crescendo, até que um dia se tornaria um grande líder. Muitos o viam fazer sinais e maravilhas, e falar coisas tão maravilhosas, que pensavam que ele se tornaria rei, assim como Herodes teve medo que ele fizesse
Mas não. Ele foi crucificado. Porém este era o plano de Deus Pai. O plano do Pai não era tornar Jesus rei ou um grande líder na Terra. O plano de Deus Pai era que seu filho viesse e desse seu próprio sangue naquela cruz, para PAGAR por todos os pecados da humanidade. Os meus, e os seus.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3.16)

Veja que texto poderoso está no livro de Filipenses:
“Que exista em vocês o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não se apegou a isso, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, se fazendo semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na Terra, e debaixo da Terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai” (Filipenses 2:5-11).

Somente através dele somos reconciliados com Deus e voltamos ao propósito!

Porém, não termina aí. Jesus ressuscitou, e está vivo até hoje. Ele disse:

“Eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mt 28.20).

E também: “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mt:18:20) – é por isso que nos reunimos em igrejas ou em células para buscá-lo. Nossa intenção não é praticar uma religião, mas buscá-lo juntos, pois Ele disse que onde estiverem dois ou mais pessoas reunidas para buscá-lo, ELE mesmo estaria ali.

Conhecemos o caso recente da jovem síria Sozan, que aos 22 anos passou a crer em Jesus, e por causa disto foi perseguida onde vivia. Um certo dia estava com sua irmã e alguns homens vieram atacá-la, mas Jesus apareceu a ela e disse “Não tenha medo”. Inexplicavelmente, os homens que vieram ferí-la pediram desculpas e foram embora.
Conhecemos também a história de um sacerdote hindu, na Índia. Certa noite ele sonhou que Jesus dizia para ele ir a um certo templo, e lhe mostrava um certo homem. Ele foi àquele lugar, e o mesmo homem de seu sonho, um evangelista chamado Ravi, guiado por Deus, o encontrou na ali, e começou a falar-lhe sobre Jesus Cristo. Este sacerdote tornou-se um cristão e passou a difundir o evangelho por onde ia.
Keneth Hagin, também, um homem americano, acamado e debilitado, à beira da morte, começou a receber visitas de Jesus em seu leito. Jesus vinha e conversava com ele, até o dia em que disse a ele: “esta é a última vez que venho visivelmente a você, pois você precisa aprender a me reconhecer e me escutar DENTRO DE VOCÊ”. Isso tem muito a falar conosco! Keneth Hagin foi restabelecido em sua saúde e se tornou um grande pregador do evangelho.
Saulo de Tarso, segundo o livro de Atos na Bíblia, era um perseguidor dos cristãos. Perseguia-os, matava-os, jogando-os aos leões e de diversas outras formas. Até que, certo dia, estava na estrada, e o próprio Jesus apareceu a ele, dizendo: ”Saulo, Saulo, por que me persegues?”. Saulo ficou cego por três dias, diante da glória de Jesus, até que um homem, chamado Ananias, enviado por Deus, foi até ele, falou-lhe sobre quem realmente era Jesus, orou por ele, e caíram como que escamas de seus olhos. Saulo, então, se tornou Paulo, o apóstolo, que levou o evangelho a diversas partes do mundo.

Jesus quer falar com você. Se você buscá-lo, ele te encontrará. Entregue sua vida totalmente a Ele. Ele quer ser seu amigo, seu confidente, seu Salvador, seu Deus. Ele quer te levar ao Pai, o Criador amoroso de todas as coisas. Ele quer te apresentar o Espírito Santo, que é a terceira pessoa da Trindade, que nos enche de vida e nos ensina a andar em Deus e compreender os planos de Deus.
Jesus quer falar com você. Ele quer se apresentar a você. Talvez você nunca irá vê-lo com os olhos naturais, exceto quando você partir desta Terra para o Lar celestial. Mas Ele pode se apresentar a você e ser, desta forma, tão real como seria se fosse com os olhos e ouvidos naturais, ou até mais. Assim como Ele disse ao Keneth Hagin, ele quer se manifestar DENTRO DE VOCÊ.
Ele é amoroso. Ele é todo cheio de amor. Gentil. Doce. Te ama de uma forma que você nunca sonhou ser amado.
Ele criou o ser humano para ser amado, e no fim das contas é isso que todos nós buscamos a vida inteira: A PRESENÇA DELE.
Ele não é uma religião. Ele está VIVO.
“Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede” (João 6:35).

Deus abençoe,
Jonathas L. Miguel

Nenhuma tag