Palavra da Semana

A lei é nosso aio

De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fôssemos justificados.
Gálatas 3:24

Por muito tempo eu defendia a ideologia de que “não adianta servir a Deus por obrigação”. Pensamentos como “se for para ir na igreja por lei, é melhor não ir”, muitas vezes me enganaram.
Especialmente quando estamos em conflito na fé, ou desanimados, este pensamento começa a rodear nossa cabeça.
É claro que não podemos servir a Deus por obrigação. O Senhor quer que o sirvamos de coração, por amor, nos entregando livremente.
Porém, em um determinado ponto de minha vida, me deparei com este texto que citamos acima. “A lei serviu de aio para me conduzir a Cristo”, então, todas as dúvidas e questionamentos sumiram de minha mente. Eu entendi o caminho.

O que é aio?
O Dicionário define aio como:
1. preceptor encarregado da educação doméstica das crianças de famílias nobres ou ricas.
2. criado particular; criado-grave, escudeiro.
Ou seja, é um tutor. Alguém que cuida temporariamente de alguém.

A lei cuida de nós, é nosso aio, até que tenhamos uma experiência verdadeira com Cristo.
A lei é pesada, mas o Senhor não quer que vivamos eternamente no peso da lei. A lei é um caminho para nos conduzir a Cristo.

Muitas pessoas abandonam a Deus, abandonam a fé, abandonam seu chamado, pois sentem que a vida cristã se tornou para eles mecânica e um fardo. Porém, abandonando a fé, as coisas só pioram, pois a pessoa vai sair da proteção do Pai, vai se desviar, vai se sujar, vai colher depois consequências sérias.
A lei nos protege mesmo que não a entendamos, mesmo que ainda não conheçamos o criador dela.
Por exemplo, se você não entende o motivo de não poder avançar quando o sinal está vermelho no trânsito, e isso para você é uma chatice – não é por isso que você pode passar no sinal vermelho. Mesmo sem entender, você precisa parar o carro, senão vai bater, ou seja, a lei te protege.

Na caminhada com Deus, é da mesma forma. A lei não é incoerente. Porém, diferente das leis de trânsito, a vida com Deus não é apenas um manual, é um relacionamento, então o Senhor quer que você tenha uma experiência com Ele. Ele não quer que você fique eternamente indo na igreja e servindo-o por obrigação. Ele quer que você o conheça, ouça Sua voz, anda com Ele, e obedeça por saber que é o melhor, e não por medo.
Se você não o conhecer, vai servir apenas por medo, ou pior, não vai conseguir servir.
Mas se você o conhecer, sentir Sua presença, vê-lo cuidando de você até nos momentos que você falhar, pois Ele é um Pai e não um guarda de trânsito, aí sim você saberá o que é a graça, acima da lei.

Não abandone a fé por causa da lei. A lei é seu aio, para te proteger, até que você tenha um encontro vivo com Jesus. E este encontro não é todo apenas de uma vez, ele é gradativo, Ele vai se revelando a você dia após dia de forma maior e mais real.

Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.
2 Coríntios 3:18

Deus abençõe!
-Jonathas L. Miguel
@jonathas_levym

Nenhuma tag