O bom soldado de Cristo

Publicado em 10/10/2022 - 14h51

Texto-Chave: II Timóteo 2:1-4,7

Uma das imagens mais fortes reveladas na Bíblia acerca da Igreja é a de um exército. Ela aponta para o caráter conquistador do Reino de Deus, do qual a Igreja é o principal agente. Em 248 passagens bíblicas Deus é identificado como Yaweh Tsabah (Senhor dos Exércitos), a maioria delas no Antigo Testamento, especialmente nos livros proféticos. Isso pode ilustrar a importância dessa revelação na Palavra!
O Apóstolo Paulo explorou esta figura de maneira muito profunda. Como um verdadeiro comandante, ele militava na linha de frente e preparava seus discípulos com soldados fiéis. Nesta passagem, ele ensina seu discípulo Timóteo a se portar como “bom soldado de Jesus Cristo” e os conceitos que ele aborda servem para nós também seguirmos o mesmo exemplo. Vamos ver quais a principais marcas que precisamos desenvolver, nesta perspectiva…

  1. PREPARO CONSTANTE – “Tu, pois, meu filho, fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus” (vs. 1) – Uma academia militar é um lugar de disciplina. O soldado precisa estar preparado para a guerra e esse preparo ocorre fora da batalha, através de intensos exercícios e aprendizado. Por isso a necessidade de “fortificar-se na graça”… Há pessoas que permanecem débeis na fé por longos anos, porque não se sujeitam à disciplina. Não oram, não leem a Bíblia, não jejuam, não se exercitam na fé… Resultado: não têm estrutura espiritual. Um soldado fraco, despreparado, torna-se um entrave na hora da batalha. Além de não conquistar, ele ocupa aqueles que poderiam estar conquistando e seu despreparo muitas vezes “afeta o moral da tropa”. Interação em grupo: Coloque em discussão as seguintes questões: 1) O que significa “fortificar-se na graça”? 2) Nos tempos de conflito, você se considera um soldado que “carrega os outros nas costas” ou que precisa ser carregado? 3) Qual o papel de disciplinas como estudo bíblico, oração e jejum no nosso fortalecimento espiritual?
    2. FIDELIDADE TRANSFERÍVEL – “E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros” (vs. 2) – Paulo enfatiza a necessidade de homens fiéis e idôneos, capazes de cumprir sua missão sem desertar e também de prepararem outros… A hierarquia e a autoridade são o fundamento principal de um exército, Paulo fala de uma transmissão de conceitos de homens fiéis para homens fiéis. Esta é a marca do discipulado: pessoas que se submetem em fidelidade para serem formadas vencedores em Cristo. Interação em grupo: É impressionante o número de desertores infiéis no exército de Deus! Parece que Paulo estava desesperado por gente fiel. Como um comandante, ele sabe a dor que causa um desertor… Na igreja hoje, muitos vivem cheios de melindre e não sabem o mínimo valor de uma aliança. Pelas coisas mais tolas, abandonam seu pelotão e sua missão… Quais serão os motivos de tanta gente desistir da fé, em nossos dias?
    3. CAPACIDADE DE SUPORTAR AFLIÇÕES – “Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo” (vs.3) – Muitas pessoas estão na igreja como se fosse um resort, um lugar onde pagam para estar confortáveis e fazerem sua própria vontade. Entretanto, a igreja é uma academia militar e estamos em guerra. Temos que aprender a sofrer, a suportar aflições. O bom soldado é aquele que aprende a não desistir nunca, mesmo em face da morte! Se passamos por aflições, na guerra ou no treinamento, está tudo normal. Temos suprimento, respaldo de Deus e armas poderosas, mas não estamos isentos de sofrer, de passar por apertos. A questão é decidirmos sofrer como conquistadores e não como dominados! Interação em grupo: Leia Jeremias 12:5 e peça para as pessoas extraírem a grande lição desse texto. 4. FOCO NA MISSÃO – “Ninguém que milita se embaraça com negócio desta vida…” (vs. 4a) – Estar embaraçados (presos) com negócios dessa vida tem sido a causa do fracasso de muitos soldados de Cristo. Permitem que seus corações se prendam com coisas meramente humanas (ambição, dinheiro, dívidas, sonhos fúteis, paixões, amizades carnais, etc…). Interação em grupo: Proponha as seguintes reflexões: O que o diabo está usa para tirar soldados de Deus da missão? Como podemos trabalhar e nos divertir, sem deixar que isso nos roube do serviço ao Senhor, que é nossa principal razão de viver?
    5. MOTIVAÇÃO CORRETA – “a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra” (vs. 4b) – A última verdade a que Paulo se refere é a principal de todas: Por que lutamos? Para impressionar a homens? Para obedecer a um sistema (visão)? Ou para agradar a Deus, aquele que nos tirou da escravidão do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor? Nós fomos arregimentados pelo Senhor. Não estamos no exército de Deus por escolha própria, mas porque fomos resgatados e convocados por Ele. Precisamos sempre nos lembrar do que Deus foi capaz de fazer por nós. Temos uma dívida de gratidão! Interação em grupo: Coloque a seguinte questão: O que muda em nossa consciência e atitudes saber que o Senhor nos alistou para a guerra?
    CONCLUSÃO – Se houver algum visitante não crente ou desviado, desafie-o a entregar sua vida a Cristo e viver uma vida livre das amarras religiosas. Conduza uma oração de entrega e consolide-o. Tenha um tempo de ministração, abençoando seus discípulos e exorte-os a não deixarem de participar ao vivo dos cultos online da igreja.

Pr. Danilo Figueira

Agenda de Eventos

Eventos
19 jul

Congresso de Mulheres

Vem aí mais um Congresso Anual de Mulheres na CMB. Prepare-se e traga suas amigas!

26 jul

Seminário Trindade

Um final de semana repleto de ensino e ministração sobre a ação do Pai, do Filho e do Espírito em nossas vidas.

Ver mais eventos →

Palavra da Semana

Palavra da Semana

Abrindo mão de coisas

Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me…

Leia mais →

Infantil – Espada do Espírito

Revisão da lição anterior: Faça perguntas da última lição dada. Objetivo: Levar as crianças a entenderem que quando…

Leia mais →

O Deus da alegria

Texto Chave: Deuteronômio 14:26 “Então juntamente com suas famílias comam e alegrem-se ali, na presença do Senhor, o…

Leia mais →

Sem máscaras

“Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros…

Leia mais →