Sal e Luz

Publicado em 12/12/2023 - 14h48

TEXTO: Mateus 5:13-16
INTRODUÇÃO: • O que é ser sal da terra? O que você acha que Jesus queria dizer ao fazer tal
analogia? O que é ser luz do mundo? O que Ele queria dizer com isso?
• O fato é que, ao utilizar estas duas analogias, com o sal e com a luz, Jesus está partindo de
duas pressuposições muito importantes. Precisamos entendê-las e acreditar nelas, porque foi
Jesus quem as afirmou para nós:
• A primeira delas, quando usa a figura do sal com sua propriedade de conservar, se refere ao
fato de que o mundo não possui força própria para preservar a si mesmo. A humanidade é
autofágica, autodestrutiva. Basta observar como sempre temos a impressão de que ontem
havia menos violência, menos corrupção, menos maldade do que vemos hoje. É sempre
possível se surpreender com um mal maior.
• A segunda, ao utilizar a figura da luz, se refere ao fato de que o mundo não possui luz
própria. A luz nas figuras bíblicas representa o pleno conhecimento de Deus, a sabedoria, a
justiça, verdadeira felicidade e direção. O mundo não tem nada disso. Está em trevas no
sentido da depravação e da ausência de direção, como quem corre atrás do vento. Diante desse
quadro, Jesus faz duas afirmações desafiadoras:
1.JESUS AFIRMA QUE NÓS, SEUS DISCÍPULOS, SOMOS O SAL DA TERRA. • Ao dizer isso,
ele está afirmando que nós somos o método de Deus.
• Jesus fez seu discurso longe de estruturas institucionais, longe das cidades, longe das
estruturas políticas e econômicas.
• O mundo não resolverá seus grandes problemas. Os discípulos são o método de Deus para
levar transformação ao mundo.
• Claro que somente será sal da terra aquele que possuir as características de um discípulo de
Jesus.
• Quem não as tem não pode ser sal, porque não consegue exercer influência alguma nem tem
poder algum em sua vida.
• O sal aponta para a qualidade do crente, para seu caráter e características que o fazem
diferente do mundo ao redor.
• Sem mudança real de vida, sem um testemunho de vida transformada somos como sal sem
sabor e Jesus diz que este sal para nada presta.
2.JESUS AFIRMA QUE NÓS SOMOS A LUZ DO MUNDO.
• A luz tem a função de iluminar e dissipar as trevas e de oferecer direção e rumo. Ao dizer
isso, ele está dizendo que somos os refletores do brilho do evangelho de Cristo.
• A fonte da luz verdadeira é o próprio Jesus. Ele é a Estrela da manhã e a luz do mundo
original. Nós somos o método escolhido por Deus para refletir essa luz no mundo (João 1:4, 8).
• Se no caso do sal, Jesus está enfatizando que o sal deve ser bom, deve ter sabor, e isto fala
de qualidade, no caso da luz, sua ênfase está na posição da luz. A luz não pode ser escondida.
Se a luz não for levantada e exposta, não serve para nada.
• Talvez aqui esteja o problema de grande parte da igreja de Jesus: são um bom sal, tem vida
bonita e correta, mas estão fechados dentro dos círculos religiosos e não se expõem ao
mundo.
• Sua luz está escondida. Mas a palavra de Jesus é: a luz deve ser colocada no lugar
apropriado para brilhar diante dos homens e assim revelar a glória de Deus.
3. GLORIFICANDO A DEUS
• Jesus confiou a seus discípulos uma função dupla no mundo: como sal, devemos impedir a
propagação do mal; e como luz, promover a propagação da verdade, da beleza e da bondade.
Essa dupla função depende do que nós somos (qualidade de vida cristã), e do que fazemos
(testemunho que damos) e das nossas boas obras que promovemos.
• Isso pode gerar dois problemas muito comuns hoje em dia: o primeiro são os escândalos,
que acontecem quando gente sem um bom testemunho cristão (sal sem sabor) ocupa uma
posição de destaque e “pisa na bola”. Desonram a Jesus e promovem o crescente descrédito
atual do evangelho e dos evangélicos.
• O segundo é a falta de testemunho da igreja, quando pessoas com uma vida cristã de
qualidade (sal com sabor) simplesmente não iluminam, porque se negam a testemunhar de
Cristo e de sua fé. Perdem a oportunidade de serem uma boa influência de Deus no mundo tão
carente.
• O desejo de Jesus é a combinação dos dois: ser um bom sal, buscar uma vida cristã de alta
qualidade, mas também empenhar-se para dar um bom testemunho público de sua fé.
CONCLUSÃO
A vida cristã se torna sem sentido quando está voltada para o individualismo e o egoísmo. Um
cristão que só pensa em receber, que só se preocupa consigo, que só quer aprender sem
colocar em prática, não pode ser considerado um cristão.
Cristianismo envolve servir e amar as pessoas. Cristianismo envolve compartilhar o amor de
Deus a todas as pessoas; envolve fazer a diferença em todos os lugares; envolve salgar e
iluminar.
Sabemos que existem muitas formas de fazer a diferença. Uma delas é trazer convidados para a
nossa célula. Todas as células da Vidas unidas, espalhando o amor e a vida de Deus para as
pessoas. Ore por pessoas que ainda não caminham com Jesus. Convide essas pessoas para
comparecerem na sua célula e no culto de domingo.

Agenda de Eventos

Eventos
15 mar

Encontro com Deus

Próximo Encontro com Deus – inscreva-se e participe dos pré-encontros.

Será sobrenatural!!!

23 mar

Intensivo para Casais

Um dia especial preparado para os casais. Prepare-se!

30 mar

Seminário de Libertação e Cura

Seminário no Núcleo CMB Lascala. Inscreva-se pelo (16) 99309 9438

Ver mais eventos →

Palavra da Semana

Palavra da Semana

Crises

Texto: “Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação…

Leia mais →

Restituição

“O ladrão vem para matar, roubar e destruir. Eu vim para que tenham vida, e a tenham em…

Leia mais →

Campanha NADA ALÉM DO SANGUE 2

Orientação para os lideres: – Fazer uns 10 minutos de oração e louvor, antes da palavra; – Se…

Leia mais →

Infantil – Felipe e o Etíope

1- Objetivo: Ensinar as crianças que devemos estar sempre prontos para obedecer à voz do Senhor quando Ele…

Leia mais →